Latest news

Introdução à Genética – Assunto de Ciências da Natureza no Enem

No comments

A Genética, do grego Genesis (geração), é a ciência que estuda a transferência de características hereditárias, ou seja, aquelas que passam dos pais para os filhos. O primeiro a realizar estudos e experimentos sobre o tema foi o monge Gregor Mendel, cujas leis serão relembradas nos próximos textos para entendimento de alguns conceitos importantes do assunto.

As moléculas de DNA (ácido desoxirribonucleico) formam extensas sequências que são nomeadas cromossomos. Os cromossomos são chamados homólogos quando se correspondem nas células sexuais masculinas e femininas (as gametas).

Os genes formam os cromossomos e são segmentos da molécula de DNA formados por uma sequência de ácidos nucleicos. É importante ressaltar que o DNA é formado por bases nitrogenadas, pentoses e fosfatos, que formam uma dupla hélice. Essas bases nitrogenadas dividem-se em quatro tipos, adenina (A), citosina(C), guanina (G) e timina (T) e, por meio de pontes de hidrogênio, A se liga com T e C com G.

Os genes podem ser divididos em dominantes e recessivos, sendo que dominantes são aqueles que conferem uma determinada característica ao ser e são representados por uma letra maiúscula, enquanto denominamos recessivos os que se manifestam somente quando não há um dominante, representados por uma letra minúscula. Genes alelos ocupam um mesmo locus, ou seja, uma mesma posição, em cromossomos homólogos, ao passo que genoma é definido como um conjunto de genes.

Quando os alelos são iguais, representados por duas maiúsculas ou duas minúsculas (aa, bb, AA, BB), são chamamos homozigotos e, quando são diferentes, representados por uma maiúscula e uma minúscula (Aa, Bb), chamamos heterozigotos ou híbridos.

Cor dos olhos é um tipo de fenótipo (representação física).

Unindo a informação contida nos genes, formamos o genótipo de um indivíduo, ou seja, quando dizemos que um ser é heterozigoto (Aa) em relação a uma determinada característica, falamos sobre o seu genótipo. Já o fenótipo traduz o que é exposto nos genes em características físicas, como cor dos olhos e do cabelo, por exemplo. É importante ressaltar que o ambiente interfere no fenótipo de um ser, mas não no genótipo. Dois indivíduos que possuem um mesmo genótipo para cor da pele, por exemplo, podem ter um fenótipo diferente devido à exposição solar.

São muitos conceitos envolvidos no estudo da genética e todos eles são extremamente importantes para a compreensão do que ocorre em função do nosso código genético

Rhaliany PinheiroIntrodução à Genética – Assunto de Ciências da Natureza no Enem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *