Os Aprovados Cursos

Cadernos de Prova e Gabaritos – ENEM 2017

No comments

Cadernos de Prova e Gabaritos, confira aqui!

Dia 1

Caderno Amarelo e Gabarito

Caderno Azul e Gabarito

Caderno Rosa e Gabarito

Caderno Branco e Gabarito

Caderno Laranja e Gabarito (BRAILE)

Caderno Verde e Gabarito (LIBRAS)

Dia 2

Caderno Amarelo e Gabarito

Caderno Azul e Gabarito

Caderno Rosa e Gabarito

Caderno Cinza e Gabarito

Caderno Laranja e Gabarito (BRAILE)

Caderno Verde e Gabarito (LIBRAS)

Os Aprovados CursosCadernos de Prova e Gabaritos – ENEM 2017
read more

Inep Não Mudará Critérios de Correção da Redação do Enem 2017

No comments
Inep Não Mudará Critérios de Correção da Redação do Enem 2017

Posted: 25 Sep 2017 12:12 PM PDT

Após rumores e especulações nas redes sociais e internet sobre possíveis alterações na forma de atribuição de nota da redação do Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) garantiu que não mudará os critérios para correção das dissertações.

O órgão vinculado ao governo se manifestou em resposta a solicitação feita pela equipe do site Guia do Estudante, especializado em grandes vestibulares e também no Enem. Na ocasião, o pessoal do portal questionou se o Inep não teria passado as mudanças aos milhares de avaliadores que realizaram recentemente curso de capacitação presencial em São Paulo, direcionado para quem disputa vaga na seleção para corrigir as provas escritas do exame.

As postagens divulgadas na mídia digital afirmavam que as mudanças eram relacionadas especialmente a 5ª competência, que versa sobre a conclusão / proposta de intervenção social. Em resposta, Luana Bergmann Soares, diretora de Avaliação da Educação Básica do Inep, rebateu o boato e ainda prometeu a divulgação de um documento oficial esclarecendo os critérios para avaliação e correção da redação:

Não é verdade. Os critérios para a correção da Redação do Enem não mudaram, apenas estão mais claros para os avaliadores. (…) Em breve será publicada a versão 2017 da cartilha do participante a fim de auxiliar na preparação para o Exame.

O Inep ainda fez questão de ressaltar que a única troca ocorrida de fato foi da empresa responsável pelo serviço, que antes era o Cebraspe (vinculado a UnB – Universidade de Brasília) e a partir deste ano passa a ser feito pela Fundação Vunesp, que faz parte do novo consórcio aplicador do Enem.

Regras e Critérios de Correção da Redação

Conforme esclarecido anteriormente, a nota da redação do Enem varia numa escala de 0 a 1.000 pontos e é atribuída com base na análise de 5 competências isoladamente (confira todas elas aqui). Em cada uma o estudante pode ter as pontuações 0, 40, 80, 120, 160 ou 200 pontos, sendo que a nota final corresponderá a soma de todas as competências.

Cada redação é corrigida por dois professores, anonimamente. Caso haja discrepância da 200 ou mais pontos na nota final ou de 80 ou mais pontos numa única competência, o texto será encaminhado para um terceiro corretor. Se mesmo assim a diferença persistir, um novo recurso de ofício será realizado e a redação será conduzido para uma banca avaliadora composta por três corretores, que atribuirão uma nova nota definitiva ao participante.

Os Aprovados CursosInep Não Mudará Critérios de Correção da Redação do Enem 2017
read more

MPF-CE Recorre e Insiste na Suspensão da Redação do Enem 2016

No comments
MPF-CE Recorre e Insiste na Suspensão da Redação do Enem 2016

 

Quem acompanha diariamente o Portal infoEnem deve se lembrar que, na semana passada, após dois casos de suspeita de vazamento e fraude na redação virem à tona, o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) protocolou pedido de suspensão da validade da redação do Enem 2016 (veja matéria na íntegra).

Dois dias depois, o pedido foi negado por decisão liminar tomada pela 4ª Vara da Justiça Federal no Ceará, que na oportunidade esclareceu que cada caso de candidato que teve acesso antecipado ao tema “não extrapola seus estritos limites individuais, de fato pontual e isolado”.

Após a decisão, conforme já havia prometido, no início desta semana o MPF-CE entrou com recurso no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) pedindo a anulação da decisão da Justiça de não anular a prova de redação do Enem 2016.

Responsável por mover a ação, o procurador da República Oscar Costa Filho afirma que a decisão da 4ª Vara da Justiça deveria ter sido tomada pelo 8ª Vara, como havia ocorrido com outro pedido de anulação da redação do exame nacional:

Processos conexos devem ser julgados juntos. O juiz da 4ª Vara não tinha competência para ter apreciado a segunda ação.

Além dos casos de suspeita de fraude, a solicitação de suspensão da prova textual também se baseia na publicação em redes sociais no ano de 2015, feita pelo Ministério da Educação para justificar uma prova falsa, que trazia um tema de redação muito próximo ao aplicado neste ano (Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil). De acordo com o procurador e o MFP-CE, ambas as ocorrências feriram o princípio da igualdade do Enem.

MPF-CE Pode Pedir Também a Anulação das Provas Objetivas do Enem

O Ministério Público Federal no Ceará ainda pedir a anulação da prova objetiva do Enem, após a denúncia de suposto vazamento do gabarito de Ciências da Natureza no primeiro dia (entenda).

Costa Filho explicou que isso irá depender da extensão das fraudes, especialmente da quadrilha de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. Ele acredita que pode ter havido participação de pessoas envolvidas na organização do Enem no vazamento e que isso torna o caso ainda mais grave:

O ministro da Educação (Mendonça Filho) não descartou que pode haver gente envolvida na realização do Enem responsável por isso. Se tiver sido na origem, aí, fica difícil sustentar que foi um fato localizado.

A Polícia Federal segue com as investigações para apurar os fatos em cada denúncia.

Os Aprovados CursosMPF-CE Recorre e Insiste na Suspensão da Redação do Enem 2016
read more

Análise e Comentários da Proposta de Redação do Enem 2016

No comments

Nos últimos dias 5 e 6 de novembro foi aplicada a primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016; primeira edição porque o Ministério da Educação (MEC) cancelou a aplicação do exame nas escolas ocupadas por estudantes contra a reforma do Ensino Médio e a PEC 241 em todo o país e, por este motivo, haverá uma segunda edição do Enem nos dias 3 e 4 de dezembro, além da edição PPL (Pessoas Privadas de Liberdade) em meados do próximo mês, como ocorre todos os anos.

O tema da redação da primeira edição do Enem 2016 foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” e foi uma grande surpresa para a maioria dos candidatos. No ano de 2015, esta coluna publicou um texto sobre esta questão como possível tema para a prova de redação do Enem 2015 e no Curso de Redação do nosso portal há duas propostas que tratam deste tema: uma sobre a intolerância religiosa propriamente dita e outra sobre Estado laico.

Além disso, há polêmicas envolvendo o tema da redação do Enem 2016, já que o MEC, em 2015, publicou uma foto da proposta com uma tarja escrito “falso” (imagem), afirmando que aquela não era a prova de redação do exame do ano passado e isso foi percebido por algumas pessoas que compartilharam a foto nas redes sociais. O MEC emitiu uma nota respondendo que não se trata da mesma prova, porém elas são muito parecidas.

prova_falsa

Outra polêmica foi o pedido de anulação da prova de redação pelo Ministério Público Federal do estado do Ceará devido ao suposto vazamento do tema para candidatos que pagaram para fraudar o exame. Tal solicitação, no entanto, foi negada em caráter liminar na noite de ontem (veja).

Apesar desses problemas, pensamos que a proposta de redação não deve ser desmerecida, pois trata-se de uma questão social e política de fundamental relevância e importância na sociedade brasileira que, obviamente, não vive conflitos de cunho religioso como no Oriente Médio, mas presencia sim casos de intolerância religiosa nas ruas, na mídia e na internet, principalmente nas redes sociais.

Passando para a análise, a coletânea de textos motivadores é composta por quatro textos, sendo um deles um infográfico. Como sempre, a multimodalidade está presente nas propostas de redação do Enem e, com este tema, a multiculturalidade também.

O primeiro texto motivador é do site do Ministério Público do Rio de Janeiro e traz a questão da laicidade do Estado brasileiro, isto é, o Brasil é um país laico, ou seja, não tem uma religião oficial e por isso assegura, em sua Constituição, a liberdade religiosa e a proteção a todas as manifestações religiosas, afastando a interferência de correntes religiosas em matérias sociais, políticas e culturais.

Em relação a este primeiro texto, o candidato deveria refletir sobre a laicidade do Estado brasileiro: ela existe e é assegurada, de fato, na prática? As bancadas religiosas em todos os âmbitos do poder Legislativo não interferem em matérias sociais, políticas e culturais brasileiras? Infelizmente, a resposta é negativa para ambas as perguntas, já que existem no país partidos políticos ligados à igrejas e que advogam a favor de seus interesses, criando, por exemplo, o Estatuto da Família, coibindo ações contra a tipificação da homofobia como crime pelo Código Penal brasileiro, barrando a discussão sobre a legalização do aborto dentre outras questões.

Não é errado haver representantes de um grupo na política, mas estes representantes não podem advogar apenas em causa própria em um Estado que se diz laico. Crenças religiosas não devem pautar decisões políticas que dizem respeito a todos, inclusive aos ateus, por exemplo. Como numa dissertação-argumentativa, política não é lugar de subjetividade e sim de objetividade e o candidato que confundiu isso, nesta proposta, não atendeu ao tema.

Já o segundo texto motivador difere liberdade de expressão ao criticar dogmas religiosos de ofensas e agressões a religiões ou ainda a quem não tem nenhuma crença, sendo estas crimes que não prescrevem e que são inafiançáveis. Em relação a este texto, o candidato poderia argumentar a favor da tipificação da intolerância religiosa como um crime de ódio, já que todas as crenças devem ser respeitadas, assim como as pessoas que não tem nenhuma.

Aliás, trabalhar com as diferenças entre os verbos ‘tolerar’ e ‘respeitar’ poderia ser uma ótima alternativa, já que o primeiro significa ‘aguentar, suportar’ e o segundo ‘considerar, reconhecer’. Todas as religiões devem ser respeitadas: o Cristianismo, o Judaísmo, o Islamismo, o Budismo, o Espiritismo, as religiões de matriz africana como o Candomblé, a Umbanda e a Quimbanda, o Hinduísmo, o Messianismo, dentre outras e todas as suas variações, pois um cristão pode ser católico ou evangélico, por exemplo, ortodoxo ou protestante, ou neopentecostal etc. Além disso, os ateus e agnósticos também devem ser respeitados e todos devem respeitar uns aos outros.

O terceiro texto motivador, por sua vez, é o artigo do Código Penal que trata dos crimes contra o chamado “sentimento religioso” que se configura na prática de escarnecer, publicamente, a crença ou o rito religioso de alguém ou de algum grupo e o quarto texto motivador, finalmente, apresenta dados retirados da Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal.

Segundo o infográfico, as religiões de matriz africana são os maiores alvos da intolerância religiosa no Brasil, seguida pelas religiões evangélicas e pelo Espiritismo. Em relação às religiões de matriz africana, é possível estabelecer uma conexão entre intolerância religiosa e racismo, já que religião é uma das expressões da cultura de um povo e estas crenças chegaram ao Brasil pelos escravos africanos trazidos pelo tráfico negreiro para a então colônia portuguesa. Quando há racismo, há ódio pela cultura de todo um povo.

prpostaa_enem2016

O mesmo infográfico traz dados sobre as denúncias e várias delas chegam à agressão física, como no caso da menina que foi apedrejada no Rio de Janeiro ao sair do seu terreiro de Candomblé com a sua avó, ou como no caso do tio de uma adolescente evangélica que sofreu agressões físicas de colegas de escola da sobrinha.

Estes são apenas dois exemplos de que existe intolerância religiosa no Brasil. Relativizá-la, afirmar que há um exagero é tangenciar o tema; negá-la é fugir totalmente do tema. O tangenciamento se dará também, provavelmente, por uma abordagem da intolerância de maneira geral ou ainda ao abordar outro tipo de intolerância ou, uma outra possibilidade, ao abordar a questão em âmbito mundial e não nacional.

Já a fuga do tema se dará, provavelmente, ao negar a existência da intolerância religiosa no Brasil e ao afirmar que intolerância religiosa é só o que ocorre no Oriente Médio, por exemplo.

A proposta de intervenção social, para não desrespeitar os direitos humanos, não deve sugerir dar o troco na mesma moeda, agredindo os intolerantes, mas sim punindo-os de uma maneira muito mais severa, enquadrando-os, por exemplo, em crimes de ódio. Campanhas ecumênicas, com representantes das mais diversas religiões, na mídia, nas escolas e nas própria igrejas poderia ser também uma proposta de solução, de maneira detalhada e prática.

Os Aprovados CursosAnálise e Comentários da Proposta de Redação do Enem 2016
read more

Liberado o Gabarito Enem 2016 Oficial da Primeira Aplicação

No comments

Conforme previsto pelo Edital e cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio, no terceiro dia após aplicação da prova, que encerrou em 6 de novembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) acabou de liberar a consulta ao Gabarito Enem 2016 Oficial.

Como o Enem traz quatro cadernos diferentes em cada dia, no total são oito gabaritos. Basta procurar nos links abaixo os arquivos (em PDF) referentes a cor de prova resolvida em cada dia. Vale lembrar que as questões são as mesmas todos eles, sendo que diferença está apenas na ordem em que são apresentadas. Além dos gabaritos, também é possível baixar as provas digitalizadas do Enem.

Dia 1 – Sábado – 05 de Novembro

Dia 2 – Domingo – 06 de Novembro

É importante esclarecer que, com o gabarito oficial, os candidatos podem saber exatamente a quantidade de questões acertadas/erradas nas provas objetivas. No entanto, isso apenas da uma referência sobre seu desempenho, mas não permite prever sua nota final, uma vez que este cálculo utiliza a metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI), modelo matemático que leva em consideração o nível de cada questão e o padrão de acertos do candidato, entre outras variáveis.

O resultado oficial, que traz a nota final dos participantes em cada grande área e também na redação, será disponibilizado somente em 19 de janeiro, conforme informado em nota pelo Inep (veja a notícia completa).

Os Aprovados CursosLiberado o Gabarito Enem 2016 Oficial da Primeira Aplicação
read more

Balanço Revela Que Primeiro Enem 2016 Teve 30% de Faltosos

No comments

De acordo com balanço publicado pelo Ministério da Educação (MEC) na noite deste domingo (06), após o encerramento da primeira aplicação do Enem 2016, um total de 5.848.619 de candidatos compareceram realizar as provas. Como cerca de 8,3 milhões fariam o exame neste final de semana, o dado revela que 30% dos inscritos não foram realizar esta edição.

Ainda segundo informações do MEC, os estados como maior taxa de abstenção – percentual de estudantes que não realizaram o Enem – foram o Amazonas (37%) e o Mato Grosso do Sul (34,64%), lembrando que os mais de 271 mil candidatos que farão as provas em 3 e 4 de dezembro não foram computados nos cálculos.

Vale lembrar, conforme regra que começou a valer a partir do Enem 2015, que os candidatos beneficiados com a isenção da taxa de inscrição de R$ 68 que não compareceram para realizar esta edição e não justificaram, não poderão se isentar da taxa no exame do ano que vem.

Apesar de ser a maior desde o início do novo Enem em 2009, quando registrou 37,7%, a taxa de faltosos desta edição não foge das provas anteriores. No ano passado, por exemplo, foi de 27,6%, em 2014, de 28,9% e em 2013, de 29,7%.

Mesmo com estes números, o ministro da educação Mendonça Filho minimizou os problemas e fez um balanço positivo da primeira das três aplicações do Enem 2016:

Diante do quadro das últimas semanas, o Enem foi um sucesso absoluto. Conseguimos fazer com que a maioria dos inscritos fizesse a prova. Cerca de 3% dos candidatos farão o exame em dezembro; foi a melhor solução que encontramos.

Fonte: portal.mec.gov.br

Os Aprovados CursosBalanço Revela Que Primeiro Enem 2016 Teve 30% de Faltosos
read more

Enem 2016 Teve 768 Eliminados e Operações da PF em 8 Estados

No comments

 

A primeira aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2016), realizada neste final de semana, 5 e 6 de novembro, teve 768 candidatos eliminados por irregularidades e também operações da Polícia Federal (PF) contra fraude em 8 estados.

Entre as eliminações, a maioria se deu pelo fato do concorrente portar equipamento eletrônico (641). Outras 120 desclassificações foram registradas pelos detectores de metais, enquanto o restante ocorreu por ausentar-se do local antes do horário permitido, utilizar impressos, recusar-se a coletar impressão digital e não atender orientações gerais dos fiscais.

Além disso, os dois dias de exame também foram marcados por ações deflagradas pela PF contra esquemas de quadrilhas e tentativas de fraudes. As operações “Jogo Limpo” e “Embuste” ocorreram nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá, Pará e Minas Gerais.

Com a cooperação do Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – e do Ministério Público Federal, a PF cumpriu, simultaneamente, 50 mandados judicias e desarticulou tentativas de repassar as respostas das questões do Enem por meio de uma central telefônica via celular.

Confirmada a fraude e, dependendo de cada caso, os acusados poderão responder por crimes contra a fé pública, o patrimônio, a paz pública, estelionato, uso de documento falso e fraude em certame de interesse público, entre outros.

Os Aprovados CursosEnem 2016 Teve 768 Eliminados e Operações da PF em 8 Estados
read more

Após Aplicação do Enem, Cresce Lista de Locais Com Provas Adiadas

No comments

Após o término da primeira edição do Enem 2016, a lista divulgada na manhã da última sexta-feira (04) contendo os locais ocupados e que tiveram o exame adiado para dezembro cresceu. Com as novas ocupações ao longo daquele mesmo dia, 44 novas localidades foram incluídas, impactando na suspensão da prova para mais 31.918 candidatos.

A nova lista, atualizada às 22h da véspera aplicação do Enem, contêm 408 escolas que sediariam o exame para um total de 271.033 participantes. O documento pode ser conferido aqui e traz o endereço completo de cada unidade ocupada juntamente com a quantidade de inscritos envolvidos.

Conforme já havíamos publicado em nesta matéria no infoEnem, os organizadores do exame já previam a possibilidade de novas ocupações a poucas horas das provas e orientaram os coordenadores do Consórcio Aplicador do Enem a comparecerem nos locais de realização para passar coordenadas aos inscritos, em caso de possíveis tomadas por protestos.

Além disso, o Ministério da Educação (MEC) também garantiu que, assim como todos os outros candidatos locados em escolas da lista previamente informada, estes estudantes farão o Enem 2016 na sua segunda aplicação, marcada para 3 e 4 de dezembro.

As ocupações são organizadas pelos próprios estudantes e decorrentes das mudanças propostas pela Reforma do Ensino Médio e também pela Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que limita os gastos do governo, inclusive com educação.

Os Aprovados CursosApós Aplicação do Enem, Cresce Lista de Locais Com Provas Adiadas
read more

Resultado do Enem 2016 Será Publicado em 19 de Janeiro de 2017

No comments

O resultado do Enem 2016 – Exame Nacional do Ensino Médio – será divulgado na data de 19 de janeiro de 2017, segundo informação divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do governo responsável pela organização e aplicação das provas.

O boletim individual de desempenho é liberado para consulta na página do participante, disponível por meio do site do Inep na internet. Através dele os participantes podem consultar sua pontuação em cada uma das quatro provas objetivas, com base no número de erros/acertos e na Teoria da Resposta ao Item, além da nota da redação, que varia de 0 a 1.000 pontos.

A vista pedagógica ou espelho da correção da redação, que nada mais é do que a prova textual digitalizada do candidato, com esclarecimentos e o desempenho em cada competência, NÃO sairá junto com o resultado do Enem 2016. Apesar da ação movida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) solicitando a liberação do espelho junto com boletim, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a decisão após pedido do Inep.

Vale esclarecer ainda que nesta data será disponibilizado o acesso ao resultado de todos os candidatos que realizarem as provas do Enem 2016, tanto na primeira aplicação que ocorreu neste final de semana como a segunda – que acontecerá em 3 e 4 de dezembro – e da terceira, que corresponde ao Enem PPL e será aplicada em 13 e 14 de dezembro.

Com as notas do Enem 2016, os candidatos poderão participar de programas de acesso ao ensino superior, como Sisu, Prouni e Fies, cujas inscrições devem ser abertas nas semanas seguintes a divulgação dos resultados. Além disso, é possível ainda retirar o certificado de conclusão do Ensino Médio, para aqueles que marcaram tal opção na inscrição.

Gabarito Enem 2016

Apesar do resultado estar previsto apenas para janeiro, o gabarito oficial deve ser publicado até esta quarta-feira (09), conforme o Edital. Com ele os estudantes não poderão estimar uma nota, mas saberão quantas questões acertaram. Lembramos ainda que publicamos os gabaritos extraoficiais aqui no infoEnem, do primeiro e segundo dias de provas.

Os Aprovados CursosResultado do Enem 2016 Será Publicado em 19 de Janeiro de 2017
read more